domingo, 11 de outubro de 2009

(Érico Veríssimo)




Precisamos dar um sentido humano
às nossas construções.
E, quando o amor ao dinheiro, ao sucesso
nos estiver deixando cegos, saibamos fazer
pausas para olhar os lírios do campo
e as aves do céu.

(simone)

2 comentários:

  1. A meiguice dos teus olhos
    Enternece a alma mais dura
    Sei-te em cada batida de coração
    Na verdade da água pura

    A verdade da terra
    De verdadeira verdade se veste a tua alma nua
    O mundo conhece teus passos
    O teu destino impresso nas pedras de uma rua

    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  2. A vida é uma sucessão de sucessos que se sussede sucessivamente sem sessar.

    ResponderExcluir